share

COMPARTILHAR

8 de January de 2018

#Internacional

Jovens do Mirim participam de seminário na Argentina

Quatro jovens do Mirim Brasil  participaram em dezembro de 2017 de um seminário em Buenos Aires, na capital da Argentina, sobre incidência em políticas públicas. O evento foi realizado pelo FLACJ (Foro Latinoamericano y Caribeño de Juventudes), do qual o Mirim faz parte, em parceria com o Conselho de Juventude da Espanha.

Ao longo de cinco dias, cerca de 30 jovens do Mirim e de organizações de outros cinco países da Europa e da América Latina estiveram envolvidos e envolvidas em oficinas, rodas de conversa, palestras e troca de experiências sobre participação juvenil e incidência política.

O evento reuniu representantes de seis entidades: Consejo de la Juventud de España, APDENA (Asociación para la Promoción de los Derechos del Niño y el Adolescente (Argentina), Mirim Brasil, Grupo Génesis Panamá Positivo, Cauce Ciudadano Asociación Civil (México) e Conselho Nacional de Juventude (Portugal).

O Mirim foi representado no seminário pelos jovens militantes Marina Brasiliano, de 18 anos, Caetano Azevedo, de 20 anos, Filipe Antonio Araújo, 25 anos, e Fabiana Maranhão, 33 anos.

"Foi bastante gratificante a oportunidade de estar num ambiente de troca de experiências e de conhecimento, além de cultivo da esperança por mudanças do atual cenário político em função da juventude na América Latina", resume Caetano.

Projeto AYNI

O seminário foi uma das atividades realizadas como parte do Projeto AYNI, uma parceria entre o FLACJ e Conselho de Juventude da Espanha, que tem como objetivo impulsionar a participação de jovens da América Latina no processo de tomada de decisão e incidência em políticas públicas.

O projeto teve início em julho de 2017, terá duração de um ano e foi idealizado para promover a cooperação entre Europa e América Latina no compartilhamento de boas práticas, aprofundamento de conhecimentos e qualificação de organizações juvenis no desenvolvimento de um trabalho mais efetivo no âmbitos local, regional e internacional.

O projeto prevê o lançamento no primeiro semestre de 2018 de uma plataforma virtual de educação focada em participação juvenil e incidência em políticas públicas.